Publicado em 11 de abril de 2016 Cultura, Destaques Fotografias surrealistas de Erik Johansson

A edição pode ser um grande aliado da fotografia, seja para um uso mais pessoal (como nos filtros prontos do instagram), seja para uma melhora da qualidade das fotos (como no lightroom). Contudo o às da edição é quando ela é utilizada para realização de fotografias surrealistas. Em fotografias surrealistas, o foco na verdade não é a fotografia em si, mas na própria edição, já que retrata situações e elementos que não existem ou não representam o sentido comum.

Há até uma discussão sobre a validade de fotografias surrealistas, por isso que em concursos, geralmente, são especificadas as condições da foto (se ela pode ser editada ou não e até que ponto isso pode ser feito). Sendo consideradas fotografias ou não, elas não deixam de ser uma forma de manifestação artística e poética, imagens que defendem um discurso e comunicam.

Essa semana descobri o trabalho de Erik Johansson. Autodenominado fotógrafo, ele se especializou em fotografias surrealistas e tem um trabalho incrível! Selecionei minhas fotos preferidas para mostrar para vocês:

Impact

Impact


 

Endless Reflections

Endless Reflections


 

Common Sense Crossing

Common Sense Crossing


 

The Cover Up

The Cover Up


 

Go Your Own Road

Go Your Own Road


Don't Look Back

Don’t Look Back


 

Perspective Squarecase

Perspective Squarecase


 

Dreamwalking

Dreamwalking


 

Se quiserem conferir mais sobre o trabalho dele, cliquem aqui.

Que outros tipos de fotografia vocês acham interessante? Quem sabe fazemos mais posts aqui no blog!

Beijos,

Carolina.