Publicado em 9 de dezembro de 2015 Decoração, Destaques Casa Cor Bahia 2015

Sendo um evento anual, sempre dou uma conferida na Casa Cor, porque gosto de ver móveis diferentes, novos usos de cor ou simplesmente ver coisas que saem do meu cotidiano. Com a função de exibir não exatamente ambientes que poderíamos reproduzir em casa, mas de trazer ideias a partir de ambientes fantásticos, a Casa Cor pode ser definida como o parque de diversões para quem gosta de decoração.

                foto4

foto3

Especialmente, sempre fico encantada com os locais escolhidos para sediar o evento e esse ano não foi diferente. O Solar das Rosas é um casarão de arquitetura eclética, projetado pelo arquiteto italiano Rossi Baptista, o mesmo que projetou o Palacete das Artes. Assim como muitos imóveis no Campo Grande, Vitória e Graça, quase foi demolido (no caso dele, para se tornar um estacionamento público). No entanto, um grupo de estudantes do Curso de Especialização em Conservação e Restauração de Monumentos e Conjuntos Históricos, em convênio com o IPHAN e a UNESCO, realizou um protesto com o apoio da mídia local, evitando o ocorrido e levando a preservação do casarão a partir de restauração e adequação física às suas novas funções.

IMG_2427

foto8

Devido à localização, os arquitetos, designers e paisagistas da Casa Cor tiveram de trabalhar com a pré-existência, ou seja, não poderiam desrespeitar as características tipológicas do casarão, trabalhando com os espaços do tamanho fornecido. A ideia era que eles aproveitassem o espaço e tirassem seu conceito a partir dele, por isso muitos utilizaram elementos modernos, mas que lembrassem elementos do neoclássico, rococó e art nouveau (elementos esses que compõem o edifício, tornando-o eclético). Pode-se observar isso, por exemplo, nos lustres escolhidos, no excesso de decoração e nas cores, como pode ser observado nesses ambientes:

IMG_2425

 lustre2

Estar íntimo por Cristiana Reis, Flávia Foguel e Milena Sá.


IMG_2424

lustre3

Sala de som e vídeo por Luiz Claudio Mota e Marcus Lima.


IMG_2421

lustre1

Cozinha do chef cervejeiro por Paulo Henrique Souza.


IMG_2423

Copa cozinha de andar por Catia Bacellar. Ambiente de muito bom gosto e que atende a necessidade moderna de um espaço multi-uso.


Alguns ousaram mais e trouxeram cores e grafites para os ambientes. Particularmente, esses foram também os que mais gostei.

foto1

foto2

Sala de jantar por Marlon Gama. Foi o meu espaço preferido! Me senti tomando chá com o Chapeleiro Maluco.


Processed with VSCOcam with acg preset

IMG_2420

WC público por Lydi Siqueira. Inspirado em Catarina Paraguaçu.


foto

IMG_2422

Saleta por José Marcelino.


Para completar, o espaço da ala gourmet também foi projetado. Com uma cobertura inovadora e que contrasta com o casarão, ele marca as diferenças temporais e o fim da viagem ao passado. No espaço, contávamos com a presença da Pizza da Chapada, que fez sucesso na edição passada da Casa Cor.

Terraço Gourmet por Gabriel Moreno e Aiac Caldas.

Terraço Gourmet por Gabriel Moreno e Aiac Caldas.

Um passeio que não deixa de ser um estudo de arte, assim como um museu, e algo diferente para se fazer, a Casa Cor nunca decepciona.

Quem visitou, o que achou dos ambientes e das propostas?

Beijos,

Carolina.


OBS.: Fotos não creditadas pertencem à revista Casa Cor Bahia 2015.