Publicado em 2 de setembro de 2015 Eventos Bon Odori

Além do Food Park Salvador, o Conceito Uno foi para mais um evento nesse fim de semana: o Bon Odori, também conhecido como Festival de Cultura Japonesa. Bon Odori significa “dança do finado” e é uma dança em homenagem aos antepassados, em que as pessoas agradecem à vida e ao que tem.

gueixa3

O tema do festival desse ano (é um festival anual) foi os 120 anos de amizade entre o Brasil e o Japão e em sua nona edição, o evento já conquistou os corações dos baianos, atraindo famílias inteiras em um ambiente que traz boas energias. Desde o ano passado, ele foi transferido da AABB para o Parque de Exposições, mostrando o quanto o evento cresceu, o quanto tem a oferecer e o quanto foi aceito. Tanto que, além do Espaço Criança, foi criado o Espaço Melhor Idade para os idosos.

feira 5  feira 6

Sempre quando for a um evento de cultura japonesa, recomendo que o primeiro lugar que a pessoa vá é a parte da feirinha, pois os produtos acabam muuuito rápido e são diferentes dos que encontramos normalmente. Você encontra mangás (que são os “quadrinhos” japoneses), comidas de pote e doces diferentes (fiquei fã do melona, que é um tipo de picolé da Coreia do Sul), além de diversos produtos relacionados aos animes e seus personagens (bottons, camisetas, miniaturas, colares e bichinhos de pelúcia), produtos relacionados à própria cultura japonesa como os kimonos, as katanas (nome dado as espadas japonesas) e os leques. A única crítica que faço é que o espaço para esse setor poderia ser maior, já que ele sempre se encontra cheio e é de difícil circulação.

feira   feira 4

Comprei esse colar, que possui uma rosa feita de origami. Muito amorzinho!

Comprei esse colar, que possui uma rosa feita de origami. Muito amorzinho!

A culinária é sempre nota dez! Nos dois dias em que fui ao evento, provei dois tipos de yakisoba, sushis e o oniguiri, todos muito bons! Tinha diversas opções e stands de restaurantes disponíveis. Algo que melhoraram bastante durante esses anos foi o tempo de espera nas filas, que apesar de grandes eram rápidas.

Esse ano quis aproveitar as atrações dos palcos, então não participei das oficinas, mas já fiz as de origami e kirigami e super recomendo! O Bon Odori também oferece oficinas de oshibana (que quer dizer “flor pressionada”, é a arte de tornar uma pétala de flor ou folha seca), shodō (caligrafia japonesa – que ainda pretendo fazer), de pipas tradicionais japonesas e de como preparar temakis, sushis e oniguiris.

Oficina de pipas japonesas.

Oficina de pipas japonesas.

Um dos maiores atrativos da festa é o Concurso Cosplay. O prêmio desse ano foram entradas para o Anipolitan (evento específico aos animes e mangás). Não pude conferir o concurso, somente a premiação, mas vi vários cosplays durante o evento. Muitas pessoas vão de cosplay ou com roupas tradicionais japonesas seja para participar do concurso ou para curtir, o que não deixa de ser também uma homenagem à própria cultura japonesa, já que os animes foram um dos maiores expoentes de divulgação dela no país.

cosplay 2               cosplay

Agora sim, falando sobre as atrações. Elas foram divididas em dois palcos, o palco Haru (que foi o palco principal) e o palco Natsu (onde ocorreram apresentações de artes marciais em sua maioria). No Natsu, ocorreram apresentações de Aikidō, Sumō, Kendō, Karatê, Iaidō, Naginata e Kenjutsu, todos muito interessantes e com as técnicas bem apresentadas e explicadas para o público. Eles mostram o lado mais tradicional da cultura japonesa, algo ao qual os japoneses e descendentes até hoje respeitam e prezam. Movimentos precisos, delicados e pensados que refletem à época feudal e aos samurais, não deixando de ser também uma arte. Houveram duas atrações diferenciadas nesse palco as quais eu gostei bastante, que foram o show de ilusionismo com Edson Iwasaki e seu filho/ajudante Kevin e um workshop de Taikō (tambor japonês) com o TAIKOPROJECT.

luta1 sumo

ilusionismo

Oficina de taiko.

Oficina de taiko.

Já no palco Haru, assisti várias apresentações! Eis as minhas preferidas:

Odori

Dança típica japonesa que surgiu como parte das cerimônias religiosas, em que as pessoas pediam fartura na colheita aos deuses.

odori editada 1

odori editada 2

Grupo PIL

Grupo de dançarinos de J-POP (o pop japonês).

grupo pil

Grupo ICHIMUJIN

Os meninos do ICHIMUJIN vieram do Japão para se apresentar no evento, ambos tocando violão com maestria. Arrasaram no show e foram super simpáticos com o público! Disseram que adoraram Salvador e que desejam voltar no ano que vem. E quem curtiu o show concorda: nós queremos também!

ichimunjin

TAIKOPROJECT + Wadō + Grupo Sansey + Olodum/Quabales

Sem dúvidas, foi a minha parte preferida de todo o evento. Com o objetivo de mostrar que sim, temos algo que nos relaciona e nos une ao Japão, e em comemoração aos 120 anos de amizade, o TAIKOPROJECT e o Wadō tocaram em conjunto ao Olodum no sábado e ao Quabales no domingo, enquanto o Grupo Sansey dançou o yokasoi soran. Nesse momento, ninguém conseguiu ficar sentado, nem parado! Foi lindo e simplesmente de arrepiar.

olodum taiko 2 olodum taiko

olodum


Sempre digo que o Bon Odori é um evento rico e que te enriquece como pessoa também. Você aprende tanto sobre uma cultura tão diferente da nossa e em um curto espaço de tempo. Por isso, sempre vale a pena! Ano que vem, o evento completará 10 anos e deverá ter uma programação especial também.

DSC_0486

Quem foi no Bon Odori, o que achou? Compartilhe com a gente nos comentários!

Beijos,

Carolina.