Publicado em 8 de fevereiro de 2016 Destaques, Na Rede Apropriação cultural e o novo clipe do Coldplay

O novo clipe do Coldplay em conjunto com Beyoncé, “Hymn of the Weekend”, deu o que falar em sua estreia, sendo acusado de apropriação cultural.

Mas o que seria apropriação cultural? Em um modo simplista de explicação, poderia ser definido como absorção de uma cultura de um povo minoritário (não em quantidade, mas em influência) por um povo dominante. Vemos bastante esse termo em aulas de história e geografia nos colégios, por exemplo, quando entramos no assunto globalização. Com a globalização, a comunicação e o acesso a informações de outras culturas de outros países foi maximizado, tornando nossas relações mais estreitas. Contudo, isso também levou à apropriação cultural ou aculturação, quando se toma características próprias de um povo. Pode-se dizer que, dessa forma, é de modo inconsequente.

Sim, pois a apropriação cultural não é necessariamente algo ruim. Ela se torna algo negativo quando as pessoas apenas tratam elementos de uma cultura como estereótipos e não aprendem o que esses elementos representam e significam para a outra cultura. Assim como a história do boneco/esponja de cozinha no Big Brother Brasil que possuí um black power. Isso foi uma apropriação cultural totalmente insensível e impensada.

O mundo é muito rico culturalmente e a troca de conhecimentos que podemos promover só tem a nos acrescentar. Ter a curiosidade de entender o diferente, isso vale muito a pena! Não vilanizo a apropriação cultural quando feita de modo consciente, pois não acredito que culturas serão extintas com a globalização, já que muitos povos fazem questão de manter suas tradições e passa-las adiante.

Voltando para a questão do clipe do Coldplay, na verdade tenho a agradecer a essa banda. Eles não se aprofundaram nas questões indianas como deveriam, talvez tenham trazido estereótipos… Mas tentaram quebrar um pouco eles a partir do momento que pelo menos tentaram entender a cultura do outro. Os movimentos de mão que Beyoncé utiliza não são aleatórios. Cada movimento é um “alfabeto de posturas”, que possuí vários significados. Ainda mais, eles não tiveram a intenção de falar sobre a realidade da Índia, mas de trazer a beleza da fé que o povo possui. E, talvez, fazer uma crítica a própria Bollywood, que contribui para a criação desses esteriótipos.

Agradeço ao Coldplay por também, mesmo que sem querer, levantar questões de apropriação cultural, um assunto ainda atual e que ainda traz os mesmos velhos argumentos desde a sua primeira discussão.

Quem quiser conferir o clipe, dá uma olhadinha abaixo:

Contudo, essa é apenas a minha opinião sobre o assunto. O que vocês pensam sobre isso? Estamos loucas para saber!

Beijos,

Carolina.